Review: Shingeki no Kyojin (Primeira fase – anime) – 89/100

Este review se baseia até o episódio treze do anime Shingeki no Kyojin. Pode haver spoiler então caso não tenha visto ainda, não diga que não avisei.

Hype gigante, titãs gigantes, muralhas gigantes, tudo gigante em Shingeki no Kyojin. Mas será que vale?

#TezukaDay – Black Jack e a genialidade de Osamu Tezuka

Quando me informaram que haveria um dia totalmente dedicado ao grande mestre Osamu Tezuka, e ainda teria a participação dos blogs de anime, onde cada um iria falar de um obra dele, não pensei duas vezes, não hesitei sequer um segundo, para dizer qual eu queria. É a obra que tenho mais carinho, a que mais sou fascinada e confesso, está no meus cinco mangás favoritos de todos os tempos. Estou falando de Black Jack que, para mim, é a obra suprema do mestre Osamu Tezuka (haters gonna hate).

Continuar lendo #TezukaDay – Black Jack e a genialidade de Osamu Tezuka

Na Minha Estante #01 – Zettai Heiwa Daisakusen

No primeiro post da coluna “Na Minha Estante”, um shoujo que tornou-se rapidamente um dos meus favoritos! Casamento arranjado, ação, guerra, comédia e romance! Tudo muito bem balanceado neste mangá da ótima Ogura Akane! Com vocês, Zettai Heiwa Daisakusen!

Continuar lendo Na Minha Estante #01 – Zettai Heiwa Daisakusen

Review: Detective Conan Filme 13: The Raven Chaser – 90/100

Logotipo do Filme
Ação, mistério, suspense… Tudo que Detective Conan tem de melhor reunido no melhor filme da série!

O décimo terceiro filme da franquia Detective Conan, the Raven Chaser, lançado em 18 de Abril de 2009, na Golden Week, foi – até agora – o filme com maior bilheteria da série: 3.40 bilhões de Ienes. Com um tema mais sério, este filme marca a série inteira, como talvez, um passo para o final envolvendo os “homens de preto”. 
Como citado acima, o filme está centrado na Organização Negra, algo que muitos fãs da série sempre desejaram. Conan precisa resolver um caso inúmeras mortes ocorrendo em lugares diferentes, porém, sempre com uma coisa em comum: os mortos carregam uma peça do jogo Shogi com um dos símbulos pintado em vermelho. Todos os detectives das regiões reúnem-se em Tóquio para resolver esse grande mistério. Ao mesmo tempo, Conan está perseguindo – como sempre – a organização negra, ainda mais quando descobre que, no meio dos policiais, há um integrante da Organização disfarçado. 
Todos os personagens importantes aparecem no filme, com exceção do ladrão Kaito Kid. Também, todos os integrantes conhecidos da Organização Negra participam. O tema musical do filme, Puzzle, é cantado pela cantora de longa data da série, Mai Kuraki, o que garantiu o primeiro lugar na Oricon por muitas semanas.
Agora, minha opinião sobre o filme: Apesar de ter feito apenas duas reviews de filmes de Conan, eu já vi todos e concordo com muitas pessoas que dizem que The Raven Chaser é o melhor filme da série. A cena inicial já dá um ataque no coração e um frio na espinha, começando com chave de ouro. A solução do caso é muito boa, inteligente como sempre. Já quem é o “policial falso” é uma verdadeira surpresa. 
Todos os personagens participam com grande importância do filme, até mesmo Heiji Hattori, os Detective Boys e a Ran.
Infelizmente, nenhum fansub lançou o filme, então o jeito é vê-lo em inglês. A animação está normal, um pouco mais rica, claro, e os efeitos de CG estão muito bons. 
Não tem um desenvolvimento amoroso entre Ran e Shinichi, infelizmente. Porém, toda a trama do filme compensa isso.
E no final, a única coisa que tenho a dizer é: Detective Conan – The Raven Chaser é o melhor filme da série. Recomendo e muito para todos.

Detective Conan: The Raven Chaser
Personagens: 9.5/10
História: 10/10
Ambiente/Cenário da História: 9.5/10
Música: 9.0/10
Valores de Produção: 9.5/10
Nota: 90/100
[Ótimo, muito bom]

Review: Detective Conan Filme 14: The Lost Ship in The Sky – 89/100

Detective Conan: The Lost Ship in the Sky é o décimo quarto filme da franquia Detective Conan. Lançado em 17 de Abril de 2010, na Golden Week, o filme arrecadou a incrivel – porém comum para a série – marca de 3,19 bilhões de Ienes, sendo o quarto filme da série com maior bilheteria, perdendo para Crossroad in the Anciant Capital (terceiro lugar), The Phantom of Baker Street (segundo lugar) e The Raver Chaser (primeiro lugar), levando novamente de crianças a idosos ao cinemas.
Desta vez, o filme tem como personagem central o segundo ladrão mais famoso do mundo anime, Kaitou Kid. (ele perde para Lupin III, claro) Curiosamente, em uma recente pesquisa popular, foi revelado que o personagem é o favorito dos fãs, ganhando até do personagem principal, Shinichi Kudo! (ficou em segundo lugar) Partircularmente, eu concordo. Gosto muito mais do Kaitou Kid do que do Shinichi. Só pelo filme ter o ladrão como personagem central, já era garantido o sucesso na bilheteria.
Resuminho: Kaitou Kid está de olho na “Lady Sky”, jóia a bordo do Bell 3, a maior aeronave do mundo. No entanto, um misterioso grupo terrorista chamado Red Shamuneko [Gato Vermelho Siemes] seqüestrou a aeronave, juntamente com Ran, Sonoko, Detective Boys, Kogoro e Conan.
Na minha opinião, The Lost Ship in the Sky é sem sombras de dúvidas, o segundo melhor filme de Detective Conan. Com ótimas cenas de ação, um romance inesperado (?) entre Ran e Kaitou Kid, entre outras situações muito boas. Claro, também há para as fãs de Kaitou Kid, as várias cenas onde ele aparece. Novamente, assim como falei na review de Crossroad in the Anciant Capital, (ver AQUI) este filme é um prato cheio para fãs da série. O orçamento parece um pouco maior do que os filmes anteriores, explicando as cenas muito bem feitas, como a de Conan fugindo dos ladrões (minha cena favorita do filme, por acaso) ou os usos casuais de CG. Todos os personagens que gosto apareceram no filme – Sim, até Heiji Hattori apareceu!

Este filme é uma boa pedida caso você esteja interessado em ver algo com ação, aventura, comédia, romance e mistério, tudo que Detective Conan consegue balancear muito bem. Eu recomendo muito.

Detective Conan Filme 14: The Lost Ship in the Sky (O Návio Perdido no Céu)

Personagens: 9.5/10
História: 10/10
Ambiente/Cenário da História: 9.5/10
Música: 9.5/10
Valores de Produção: 9.5/10
Nota: 89/100
[Muito Bom]