Primeiras Impressões: Inu X Boku SS

Quem acompanha meu twitter sabe que eu estava com certas (muitas) expectativas sobre a estréia Inu X Boku SS. Depois de ver o primeiro episódio, e com um enorme sorriso no rosto, posso escrever com alegria que foi tudo que eu esperava e foi a melhor estréia (até agora) da temporada de Janeiro.

Inu X Boku Secret Service ou Youko X Boku SS é um mangá de Cocoa Fujiwara lançado na revista mensal GanGan JOKER (revista da Square-Enix) e possui, até o momento, seis volumes. A série é facilmente confundida com um shoujo, porém, é um shounen. Além deste gênero, temos romance, comédia, fantasia, e sobrenatural.

A história é simples. A garota rica Ririchiyo, a fim de conquistar independecia de sua família, se muda para um prédio chamado Ayakashi Kan (Mansão de Ayakashi) onde pessoas estranhas, ricas (e na verdade ayakashis) vivem sob a proteção dos SS [Secret Service]. Ao chegar lá, Ririchiyo descobre que tem um mordomo agente da SS chamado Miketsukami. Ele é completamente devotado a garota, e quando digo completamente, não exagero. Aos poucos, a garota conhece alguns dos moradores do prédio e acabamos conhecendo quem ela realmente é. Uma hora, um assaltante tenta subornar Ririchiyo, mas algo o surpreende. Na verdade, descobre coisas muito interessantes sobre os moradores e agentes do SS. No final, tudo acaba bem, pelo menos até o próximo episódio.

Primeiro, devo dar os parabéns ao estúdio David Production que conseguiu fazer uma animação muito bonita e boa. Mal consegui ver rostos distorcidos! Além disso, a direção está ótima mesmo tendo um diretor novato, mas contando que tem a supervisão do diretor de Steins;Gate, não é de se estranhar. O roteiro também está bom e fiel ao mangá. Há fanservice, o que eu não esperava, mas nada grotesco ou a ponto de chegar ao ridículo. A escolha de dubladores também foi muito feliz, pois o engraçado é que quando eu li o mangá, imaginava que a voz do Miketsukami era a do Yuuichi Nakamura ( o Tomoya, de CLANNAD), e não é que escolheram ele para dublar o personagem no anime? Também gostei da atuação da seiyuu Rina Hidaka (a Mizuno de Star Driver) no papel da linda Ririchiyo.

Uma coisa que eu adorei em Inu X Boku SS é que, se você perceber, todos os personagens são clichês, mas, eles conseguem rapidamente mostrar que tem personalidade. Seja Ririchiyo que a primeira vista é apenas uma menina riquinha sem papas na língua, mas na verdade não gosta nem um pouco de ser assim e chora ao ridicularizar uma pessoa ou seu mordomo Miketsukami, que a principio é o mordomo fiel e frio mas, na verdade, é emotivo e…sua fidelidade chega a ser um pouco tensa. Temos ainda a sonolenta e gulosa Karuta (dublada pela  Kana Hanazawa), a yuri lover Nobara (dublada por Youko Hisaka, uma das minhas idolas conhecida por Yui, de K-ON) e também o legal Renshou (dublado por um dos meus favoritos seiyuus, Yoshimasa Hosoya, que dublou o Nezumi, de NO.6 e o Shichika, de Katanagatari). Ainda temos mais personagens a serem apresentados, e lhe garanto, são ótimos!

Sabe quando tudo se encaixa? A história é engraçada, legal e boa; os dubladores são bons; a direção também; a animação está ótima. Quer dizer, tudo que eu gosto tem nesse anime! Acho que por isso que eu gostei tanto.

Inu x Boku SS é o anime que mais gostei da temporada até agora, e o único que eu escolhi para comentar toda a semana. Ah, demora muito pra chegar próxima quinta?

Abertura: Melhor da temporada, fim.

Recomenda? SIM, MUITO.

[Escolhido para postagens semanais]

Nota: 9.0/10

SEE YOU NEXT QUINTA!
Anúncios

Publicado por

Rah Walker

Aspirante a escritora, blogueira nas horas vagas, amante dos livros, anime, mangá, patinação e animação no geral.

8 comentários em “Primeiras Impressões: Inu X Boku SS”

  1. de fato, um anime bom [e que ate agora só nos dois gostamos…e o Psgels kkkkkkkkkk]

    nao tenho nada mais a dizer, ja que voce disse tudo… só digo que a partir do momento que ficou constatado que o AYAKASHI mansion não era um nome a toa, o anime já ganhou motivos para ser assistido.

  2. Vi a abertua no fim do episódio e pensei que era a ED. Até estranhei, pensando que a ED estava boa demais… rs.
    No geral, gostei do anime. Conseguiu me divertir, principalmente as poucas cenas de comédia. Tenho esperanças de que mantenha esse nível.

  3. Não gostei muito, achei que faltou algo. Não gostei da protagonista também, tsunderism demais.

    Mas vou continuar vendo, quero ver essa sua “virada 360º” e voltar pro mesmo lugar. uhehueuhe

  4. eu diria que é medio ate o momento… posso gostar (muito) mais pra frente ou não… Ririchiyo tem os seus motivos para ter o comportamento que tem? talvez sim talvez não, é insuficiente dizer isso so pelo que foi passado ate agora… Ja ta meio enjoativo este comportamento em personagens femininos. (pq 100% dos animes tem pelo menos uma assim), protagonistas com este temperamento então tem de quilos. o fato dela não gostar de ser assim é a UNICA que talvez possa fazer dela ser interessante… (vai depender muito de como ela vai mudar ou auto justificar).

    O Miketsukami, ser subserviente pode ser algo enjoativo, ele “dever ter um otimo motivo para isso” algo do tipo ela ter salvo dele da solidão ou ela ser a descendente de alguma familia (não apenas rica) mas sim que tenha algum pacto com ele…

    Duvido muito que o anime vai ter profundidade psicológica / filosófica parecido com Mawaru… mas quem sabe ele me surpreenda.

  5. Saudações

    Após assistir ao primeiro episódio, pude perceber o porque de seu alto hyper com relação ao mesmo, Rafaela.

    Confesso que vi o anime de forma muito despretenciosa. Isso porque não estava em meus planos assisti-lo. Entretanto a minha surpresa, ao final, foi muito positiva e estimulante para continuar acompanhando-o, pois a história consegue ser bem aprazível e agradável. Além disso, tanto a garota quanto o seu mordomo são personagens de classes e de comportamentos distintos, ambos agradáveis aos seus modos.

    Sim, me iriitei com a garota no início. De alguma forma, também me irritei com o mordomo dela, do Serviço Secreto. Mas, na medida que o episódio foi afunilando, percebi que se tratavam de dois protagonistas bem especiais. se bem que aquela cena aos 19’10” do episódio foi de “matar”, literalmente (o sonho de várias garotas, persuposto, era ali realizado não pelo ato propriamente dito, mas sim pelo que ele representa, tradicionalmente).

    Não vou aqui concordar com o hype. Mas vou assegurar que, com este primeiro episódio, Inu X Boku SS valeu cada minuto e merece recomendação.

    Caso venhas à comentar o anime semanalmente, procurarei acompanhar seus textos, Rafa.

    Até mais!

  6. Eu também gostei muito desse animê. O Miketsukami (super legal quando ele fica (ACHO) com cudas de raposas) e a Ririchiyo são muito muito fofos!
    Eu vi o Inu X Boku SS pelo Animakai (que estva com a tradução deles), mas qual é o melhor fansub, quero dizer, que tem a música, uma boa tradução, etc…

    Obrigada, a “review” do primeiro episódio ficou muito legal *–*
    Até!~

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s