Otome Youkai Zakuro: Prepare-se para ser Enfeitiçado!

Eu sou uma flor? Uma borboleta? Um ogro? miséria no mundo, violência é a resposta? Traços de rubro tornam-se uma espada em mãos. Elogie meus esforços. Bravo! Bravo! Bravo!”

Romance, mistério, drama, ação, comédia, terror, magia. Todos esses gêneros estão presentes em Otome Youkai Zakuro, anime produzido pelo estúdio J.C Staff na temporada de Outubro de 2010.  Muitos não devem saber de sua existência, um fato triste, já que o considero um bom shoujo. Confesso até que neste ano, não achei nenhum shoujo que surprendeu-me tanto quanto Otome Youkai Zakuro. E nesta review, deixarei minhas impressões desse anime.

O Enredo

Três garotas meio-youkai e três soldados: a tsundere (Zakuro), as gêmeas alegres (Bonbori e Hozuki), a tímida (Susukihotaru), o bishounen covarde e medroso (Agemaki), um outro bishounen que é calado e gentil (Riken) e um baixinho convencido (Ganryu). Estes são as personalidades que compõem o, grupo que, sob o comando de Kushimatsu e Amaryojou, tem a missão de controlar repreender os youkais que estão atacando os humanos ou se rebelando contra a ocidentalização do Japão, já que estamos em plena Era Meiji. No decorrer da história, ainda há o mistério sobre o passado de Zakuro, da origem dos meio-youkais e o mais importante: por que alguns youkais pra lá de misteriosos estão atrás da heroína.

Aspectos Técnicos (arte, animação, músicas, dublagem)

Otome Youkai Zakuro não decepciona na parte técnica. Temos uma arte bonita, com inteligente uso de cores e uma fotografia boa; uma animação mediana, com direito a rostos distorcidos, mas com cenas maravilhosas, especialmente as lutas; Músicas viciantes, apesar de uma trilha sonora não muito marcante e uma dublagem ótima, com direito a um elenco estelar, com nomes como Kana Hanazawa (Susukihotaru), Hino Satoshi (Riken) e Sakurai Takahiro (Agemaki). Dou destaque aos primeiros segundos do primeiro episódio, onde o anime mostrou que não era bem o que parecia na sinopse e nas imagens promocionais: animação ótima, arte incrível e uma música que marcou o anime inteiro. O episódio seis, em especial, foi um dos melhores (se não o melhor) na parte técnica. A luta foi brilhante, não houve muitos rostos distorcidos, o uso de cores foi incrível e o cenário e o vestuário dos personagens foi muito bem feito. Enfim, o anime não tem aspectos técnicos maravilhosos, que irão revolucionar os animes. Mas é muito bonito e um tanto acima da média para o estúdio.

Personagens (individualmente e casais):

Essa é a parte onde o anime realmente surpreende e brilha. Os personagens são cativantes, mesmo tendo seus clichês básicos (que ironizei ao contar o enredo),  e conseguem – pelo menos alguns –  a simpatia imediata do espectador. A relação entre elenco ao longo do anime é desenvolvida de forma boa, solida e eficaz. Cada personagem foi desenvolvido de formas diferentes, seja contando seu passado ou desenvolvendo seus sentimentos. Senti apenas falta de um desenvolvimento maior de Susukihotaru, única personagem feminina do grupo principal que não foi contado o passado. Agora, os casais. Bem construídos, são outro charme do elenco principal: Susukihotaru e Riken, o casal fofo; Agemaki e Zakuro, um casal… difícil; E por fim, Bonbori, Hozuki e Ganryuu, casal alivio cômico. Destes casais, devo confessar minha preferência pelo primeiro. Desde o primeiro episódio, com apenas uma única cena, Riken e Susukihotaru ganharam minha simpatia e torcida. Durando apenas alguns minutos, esta cena surpreendeu e fez muitas pessoas soltaram um clássico “own” ou “que fofo”. Na verdade, todas as cenas onde o afeto e o amor entre os dois foi demonstrado, eu soltei um “que fofo”. Não que eu não goste dos outros casais! Por mais enrolado que o romance entre Agemaki e Zakuro foi, algumas cenas (como a do epilogo no ultimo episódio) foram bonitinhas. Mas foi tão enrolado (como deve , já que é normal ser assim quando se tem uma tsundere na relação) que acabei não me apegando muito. Já Bonbori,Hozuki e Ganryuu valia pelas risadas. Não posso esquecer dos personagens secundários, que merecem bastante atenção. Seja Omodaka,  o oficial misterioso que fez o coração de Zakuro balançar e esconde muitos segredos; Tsukuhane, a mãe desaparecida de Zakuro; a estranha familia de Agemaki e a minha personagem secundaria favorita, Byakuroku.  Os personagens são um ponto positivo para o anime, que conseguiu desenvolver bem cada peça do elenco

Riken e Susukihotaru: o casal "own" do anime
Agemaki e Zakuro: o casal "enrolado" do anime

Considerações Finais e Conclusão:

Meu carinho por este anime não é pequeno. Foi a maior surpresa que tive no ano passado e um dos shoujos que guardo com mais carinho no meu coração. Parte disso deve-se o envolvimento que tive quando o anime passava. Sabe… Eu esperava ansiosamente cada episódio. Dava risada, ficava tensa, fazia “own” e até chorava! (sou manteiga derretida mesmo)  Pode ser exagero, o anime está longe de ser o melhor do mundo, mas eu gostei. Gostei muito. Confesso que esse ano, eu senti falta de um shoujo que me prendeu tanto quanto Zakuro fez ano passado. Sim, eu gostei de Kimi ni Todoke. Mas são shoujos diferentes.

Caso você esteja procurando por um bom anime, com tanto ação quanto romance, indico com muita confiança Otome Youkai Zakuro. Se você gostar, fico feliz! Se você não gostar, bem, não posso fazer nada. Está preparado para ser enfeitiçado?

Anúncios

Publicado por

Rah Walker

Aspirante a escritora, blogueira nas horas vagas, amante dos livros, anime, mangá, patinação e animação no geral.

10 comentários em “Otome Youkai Zakuro: Prepare-se para ser Enfeitiçado!”

  1. Saudações

    Posso me arriscar enfatizando o quanto que Otome Youkai Zakuro é bom. Ele prende a atenção de uma forma muito amigável e espontânea.

    Em si, o anime não faz a mínima questão de apelar para certos fatores conhecidos da indústria animística atual. O romance tão citado por ti, Rah, é sim o grande ponto forte da obra. Mas não é o único…

    Em Otome Youkai Zakuro, vi uma leve mas importante menção quanto à questão do preconceito. O modo como os youkais são tratados pelos humanos beira a covardia, um ponto de grande impacto que ganhou vários pontos de narrativa no anime.

    Em si, uma ótima análise de um anime que todos tem de ver.

    Até mais!

  2. Oi Rahzita. Muito bom o post, viu senhorita? Otome Youkai Zakuro foi um dos animes que eu mais gostei do ano passado. Tipo, a trama é super rasa, mas consegue ser fofo e incrivelmente prazerosa de se assistir.

  3. Otome Yokai Zakuro Xd faz tempo que alguem falou disso pela ultima vez mesmo sendo meio atual. O casal mais enrolado Zakuro e Agemaki eu nao gostei muito deles, enrolado demias acho que é pelo mesmo motivo do que carlirio citou ali em cima, o tratamento dos humanos com os youkais meio que fez ela se distanciar de humanos como Agemaki. Mesmo não gostando muito do genero, foi um bom passatempo na época e não esperava que falassem dele novamente tao cedo assim. xP

  4. Oi Rafa-chan! ^^

    Passei aqui para dar um Oi e dizer que gostei bastante da sua Review ^^

    Até pq eu era uma das únicas pessoas que assistia Zakuro na temporada, e sinceramente esse anime fazia todas as minhas alegrias nas segundas-feiras, tanto que eu baixava em inglês pq não aguentava esperar…

    Ao contrario de vc, meu casal preferido é o Agemaki e a Zakuro… pq eu sou, sei lá, louca xDDDDDDDDD Eles foram o casal mais foco e por isso mesmo o relacionamento deles ser lerdo e cheios das frescuras Tsunderes da vida XD eu ainda gostava dos dois, e fiquei feliz com as cenas finais, mesmo que nós não tenhamos realmente visto e cena final xD~ Já que só mostrou da metade para baixo -_-…

    Mas bem espero que continue com o Blog =**… só não sei como fica o Special Days xD~

  5. Não entendo por que você me disse no twitter que esse post está muito ruim, eu achei um post bem feito =D
    Me interessei por esse anime , parece ser o tipo de Shoujo que eu gosto, quando eu tiver tempo eu vou conferir essa obra.
    Ah e por que você criou outro blog?E o special Days?

  6. eu gostei muito da serie a musica sempre deixa um aspecto relaxado e como é curta não se torna injoativa enquanto o perfil shonnem fica em segundo plano o ar de romatismo me agradou mais confesso que assisttir ela esperando por isso as lutas foram um bonus gosteii particularmente das gêmeas que são muito agradeis ao não se importar consigo mesmas em prol de quem elas gostam

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s