Honey & Clover (mangá)

Chegou a hora mais temida por mim. A hora de dizer adeus ao mangá que acompanhei por 20 (?) longos meses. É hora de dizer adeus ao profundo Takemoto, ao engraçado Morita, ao sério Mayama, a doce Hagu, a delicada Yamada e companhia. Sim. É hora de se despedir de um dos melhores joseis que já li. É hora de dizer adeus a Honey & Clover.
Hoje comprei o último volume da série – já que em minha cidade os mangás chegam uma semana após seu lançamento na grande São Paulo – e não sinto vergonha em dizer que derramei várias lágrimas ao lê-lo. Não sei explicar em palavras o amor que sinto por este mangá. Foi meu primeiro josei. Foi meu primeiro mangá que acompanhei mês por mês, guardando sempre de alguma forma 9,90 para poder compra-lô. Mas infelizmente, não posso dizer que foi o primeiro mangá em que chorei inúmeras vezes, pois este seria Fruits Basket.
Meu primeiro contato com H&C (irei chamá-lo assim) não foi com o mangá, e sim com o anime. Sempre li só elogios sobre a série, então não pensei duas vezes antes de ver o primeiro episódio. Já na abertura – Dramatic da cantora Yuki – me apaixonei. Era criativa, engraçada e a letra da música era belissima. Então, a empolgação aumentou drasticamente. E quando vi, 24 minutos haviam se passado e estava ouvindo a belissima Waltz, da banda Suneohair, o encerramento da série. O primeiro episódio passou como uma ventania rapida. Porém, uma ventania suave, gostosa e envolvente. Eu me apaixonei a primeira vista pelos personagens, pela historia, pelo cenario, pelas músicas. Eu me apaixonei a primeira vista por H&C. Vi todos os 24 episódios (mais 2 especiais extremamente engraçados) em três dias. Não havia batido meu record – 13 episódios de Code Geass em um único dia – mas mesmo assim, marcou-me. Nunca irei esquecer de duas cenas do primeiro episódio: logo no começo, Takemoto tinha a dura missão de acordar seu colega de apartamento e faculdade, Morita. Porém, este não acordava de nenhuma forma. Depois de dar café com leite para ele (mesmo desacordado), chaqualha-lo inumeras vezes e até ter uma foto mostrando como Takemoto havia lutado para acordar Morita ainda mesmo com a televisão ligada, Takemoto desiste e com um panitene improvisado, estava prestes a ir para a faculdade. Ele gritou “Senpai, não me culpe se voce repitir novamente de ano!” e no mesmo instante, Morita acorda, abre a janela e do terceiro (?) andar, pula em cima de Takemoto e roubar o paninete, indo na velocidade do vento, sendo seguido por um Takemoto desesperado. Já a segunda cena foi uma original do anime: mostrando todos os personagens principais, a música que levava uma parte do nome do anime/mangá, Hachimitsu (Honey em ingles ou mel em portugues), tocava. Até hoje não sei explicar a cena, realmente recomendo que assistam o anime. Mas, não estou aqui para falar do anime, e sim do mangá.
Assim que terminei a primeira temporada do anime, a Panini anunciou, pegando todos de surpresa, a aquisição do mangá. Quando vi a nóticia, fiquei sem palavras. Eu teria a obra original em minhas mãos. Ainda é inexplicavel o sentimento que senti naquele dia.
Depois de 7 dias lançado na grande São Paulo, corri para a banca perto de casa e comprei o primeiro volume. O devorei em miseros 10 minutos, onde ri, fui tocada e até derramei algumas lágrimas. Por incrivel que pareça, até lembro o dia: 21 de maio de 2009.
Mas como posso explicar está historia sem conta-la com spoilers? Bem, irei tentar resumi-la:
H&C se passa na vida de cinco estudantes de uma faculdade de artes plasticas. Seus dramas, suas alegrias, suas tristezas, todas são mostradas de forma maestral e belissima. Como sendo um josei, temos um romance mais maduro, sem todo aquele drama shoujo. Mas mesmo assim amores não correspondidos e trianglos amorosos. E que triangulos amorosos. Perdi as contas de quantas vezes chorei por causa de uma única personagem, a qual eu mais me indentificada: Ayumi Yamada, a mulher de ferro. Ela sofria (e como) por causa de um amor não correspondido por Mayama. Seus monologos me arrancavam várias lágrimas, seu sofrimento era tocante. Se devo escolhar meu personagem favorito de H&C sem hesitar eu diria seu nome. Mas para muitos, o melhor personagem do mangá não é Yamada. E sim, Morita. Devo admitir, ele é o meu segundo personagem favorito. Era principalmente por causa dele que dei muitas risadas com H&C e até mesmo derramei algumas lágrimas (poucas) devido ao seu passado (sim, não direi spoilers)
O último volume encerrou a série com perfeição. Muitos dirão que o final foi insatisfatorio, porém, eu serei aquela no meio da multidão que levantará a mão e dirá: O final foi belissimo. O volume foi 109 páginas de historia e o restante de omokages(alguns engraçados, outros tristes)
Não posso esquecer de deixar meus elogios a Panini. Primeiro, por investirem em uma área de mangás não muito conheçida pelos brasileiros, o josei. Segundo, a qualidade de edição e tradução foi impecavel. E por fim, terceiro, que talvez seja mais como um agraçadecimento: Panini, obrigada por trazerem um maravilhoso josei como H&C. Por não publicarem só shounens como uma certa editora e investirem em shoujos. E espero que tragam, com o termino de H&C, um outro josei, como Nodame Cantabile, Hapi Mari, Chou yo Hana yo ou Private Prince.
E assim, Honey & Clover se despede do público. Deixando uma maravilhosa historia e personagens cativantes.
“Aqueles dias que pareciam um milagre…Vão continuar a rodar para sempre. Com uma doce dor e nostalgia…Em um lugar bem longe, no fundo do coração…”

Honey & Clover (Hachimitsu to Clover)
Desenhado e escrito por: Chica Umino
Número de volumes: 10
Editora: Panini Comics
Nota: 9.7 (Obra prima)
Anúncios

Publicado por

Rah Walker

Aspirante a escritora, blogueira nas horas vagas, amante dos livros, anime, mangá, patinação e animação no geral.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s